levitra

| Blogspocc

Blogspocc entrevista Bruno Thomassin

 

O franco-gonçalense Bruno Thomassin é um verdadeiro andarilho global. Trocou a Biologia pelas Artes Visuais ao se encantar pelos coletivos e abraçar os movimentos populares. De sobrevivente de guerra no Camboja a direção e edição do clip “Desaparecido”, Manu Chao, com quinze milhões de acessos no youtube, Bruno vai compartilhar com a gente no Blogspocc, todas as suas aventuras e ensinamentos que carrega no seu bagageiro mental.

enraizados2

Bruno Thomassin em ação

 

Bruno Thomassin é um viajante do mundo e atualmente encontra-se radicado no bairro Galo Branco, em São Gonçalo. A história do Russo, como é popularmente conhecido em seu bairro, teve uma reviravolta depois de concluir as faculdades de Biologia e Bioquímica na cidade de Nancy, nordeste da França, quando abre mão da vida acadêmica para participar de um coletivo.

 

Ao lado de amigos, encontrou a fotografia na escola de Belas Artes francesa. Andou meio mundo com sua câmera embaixo do braço e registrou momentos difíceis, como quando esteve no Camboja durante a Guerra Civil.

Thomassin durante período que esteve em Camboja

 

Montado numa moto com sidecar, em Camboja

 

Chegou ao Rio faminto pela troca do conhecimento, e nos coletivos de Hip Hop conheceu o Repper Fiell, do Santa Marta e reencontrou Manu Chao, da Espanha, que já tinham trabalhado juntos na França em diversas produções premiadas mundo afora, uma delas o clipe da música “Desaparecidos”, com 15 milhões de acessos no youtube.

 

 

Engajado pela disseminação de conhecimento voltou-se para o audiovisual e trilhou um caminho de sucesso. Segundo Thomassin, acostumou-se a fazer muito com nada, filosofia que adquiriu militando nos coletivos. Esse foi um dos motivos que o aproximou da Escola Popular de Comunicação Crítica, permitindo conciliar suas duas grandes paixões: o gosto por compartilhar conhecimento e a cultura audiovisual, já que, segundo ele, a troca com essa juventude vem sendo cada vez mais necessária e enriquecedora.

 

clipe rap frança

Confira a entrevista realizada pelos alunos da Escola Popular de Comunicação Crítica: