levitra

| Blogspocc >> Turma CD

Jessé Andarilho e sua visão sobre o ‘Novo Carioca’

O Novo Carioca

Jessé Andarilho

 

-Tu sabe onde é o Teatro Rival, não é?

-Claro que sei. Sou carioca porra! Se esqueceu?

-Então leva os equipamentos de filmagens, que vamos cobrir o evento
que vai rolar hoje, às 7h da noite, no Teatro Rival.

-Já é então! Vou começar a agitar essa parada.

 

Depois disso, coloquei minha melhor roupa, botei meu inseparável boné
de aba reta e peguei um táxi. No final das contas, a firma ia pagar
tudo mesmo.

 

Da Cidade de Deus até o centro da cidade levamos aproximadamente 40
minutos. O trânsito não estava tão bom, mas como eu conheço o caminho
igual a palma da minha mão, não tivemos imprevistos.

 

Ao chegar à Cinelândia, desci do táxi, peguei meus equipamentos na
mala do carro, atravessei a pista e fui à direção do Teatro Rival. Vi
aquele prédio maneiro ao lado do Teatro Municipal, era o Teatro Rival.
Já cheguei com atitude em cima do segurança.

 

 

-Boa noite. Meu nome está aí na lista!

-Boa noite para o senhor também. Não estou entendendo o que o senhor
tá querendo dizer.

-Olha aí! Meu nome está na lista de convidados! -Respondi já alterando
o tom da minha voz.

–Só o senhor pegar a lista e procurar que meu nome tá aí.-Senhor. De
que lista o senhor está se referindo?

 

Já revoltado, tendo a certeza de estar passando por uma discriminação,
por causa cor da minha pele, fiquei logo puto e dei um grito com ele.

 

-Senhor… Aqui não é o teatro Rival?

 

-Não. Aqui, é a câmara dos vereadores.

 

Sem saber onde enfiar minha cara, respondi baixando minha bola:

 

-Perdão senhor. Jurava que aqui era o Teatro Rival. Como esse prédio
fica justamente ao lado do Teatro Municipal, Achei que fosse o Rival,
por causa da rivalidade com o teatro vizinho.