levitra

| Blogspocc >> Eventos

Não somos o governo, mas não abrimos mão de governar

 

Nesse último final de semana, 23 e 24/11, aconteceu no Rio de Janeiro o segundo encontro do Participatório de Juventude da Secretaria Nacional Juventude (SNJ), junto com a sociedade civil, redes, coletivos e ONGs.

 

A ideia da plataforma colaborativa dentro da SNJ é ter como tema inicial de debate o Plano Juventude Viva (PJV), que agrega várias ações, entre elas, a missão de articular uma campanha de enfretamento à Violência contra a Juventude Negra.

 

Dentro desse espaço de articulação, a ESPOCC acredita ser imprescindível a participação da juventude, em especial a negra, não apenas como receptor ou beneficiado  – não se limitando ao campo do discurso e denúncia  – e sim como construtor ativo dessa campanha e do desenvolvimento dessa plataforma.

 

Acreditamos que para a eficácia do Participatório é preciso articular midialivristas de todo o Brasil, visando promover o debate e o compartilhamento de informações sobre o PJV. E ao mesmo tempo contribuir com o monitoramento e aperfeiçoamento do programa, buscando por meio da troca de experiências, tecnologias e metodologias, contribuir com o fortalecimento dos coletivos envolvidos e suas ações em rede.

 

E como desafios rumo à mudança, precisamos trabalhar em articulação com a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), tendo como ponto importante articular de modo participativo, fortalecedor e efetivo diferentes sujeitos e coletivos com tradições, visões, métodos e habilidades também diferenciadas. O Participatório precisa ser um espaço onde as decisões, sobretudo as principais, aconteçam com o máximo de transparência e participação. Sem isso não há legitimidade e fortalecimento efetiva da causa e de seu movimento,  essa é a visão da Escola Popular de Comunicação Crítica (ESPOCC), sobre o Participatório.