levitra

| Blogspocc >> Turma 2011

Pra você, o que é beleza?

Tudo começou com um encontro: José Luiz Summer, nascido e criado na Rocinha, trabalha com um curso de modelos na comunidade. Emmanuel Rufi, cineasta francês, nascido em Paris, com um sonho de fazer um documentário no Brasil. Como foi esse encontro?

Por: Leonardo Harim

Emmanuel, conhecido como Manu, chegou ao Brasil no meio de 2011, com o objetivo de fazer um documentário sobre cineastas nas favelas, se não fosse esse encontro com a história desse homem. Mas encantando com a história de José Luiz, conhecido como Zé, que Há 20 anos trabalha, através do curso de modelos, na conscientização de adolescentes da comunidade, sobre gravidez na adolescência, pedofilia, Bulling, etc. Manu resolveu mudar de roteiro.

Por: Emmanuel Rufi

“Para mim esse curso de modelo vai bem além de um simples curso de técnicas de passarela, pra mim esse curso é um curso de vida”, afirma o diretor francês.

O encontro aconteceu naturalmente, quando Emmanuel chegou ao Rio de Janeiro, ele queria conhecer as favelas, antes de conhecer os cineastas que ele iria filmar. “Eu cheguei a fazer parte da comissão da cultura da Rocinha, uma reunião que acontece todas as semanas no prédio da prefeitura em frente da Rocinha. Lá eu encontrei o José Luiz. Ele me pediu para tirar umas fotos das meninas, tirei e como eu gostei do personagem voltei várias vezes para visitá-lo”, lembra.

Além de frequentar a favela da Rocinha, Manu também foi aluno ouvinte na Escola de Fotógrafos Populares no Observatório de Favelas no Complexo da Maré. Nesse ambiente de aprendizagem Manu fez muitos amigos , que ajudaram durante o documentário filmando e fotografando.

Por: Ratao Diniz

Foi assim, que naturalmente o francês foi se aproximando de Zé. Uma foto ali, uma visita aculá e enquanto ele filmava os cineastas: Luciano Vidigal, Cadu Barcellos, Luciana Bezerra, Wagner Novais ele se aproximava paralelamente da história do morador da Rocinha.

E foi numa conversa com o seu produtor que Manu Rufi decidiu mudar de planos. Conversando com ele, durante o encontro semanal para falar das novidades do filme, no momento de desligar ele desabafou.

“Não desliga não! Puxa, eu preciso ser honesto com você, estou pensando cada vez mais em escrever um documentário sobre o José Luiz, ele é muito carismático e sua história vale a pena! O meu filme tem que ser sobre o José Luiz e o curso de modelo que ele dá!“, declarou.

Por: Monique Moraes

Depois de oito meses preparando o documentário sobre os cineastas das favelas o diretor francês resolvia mudar para outro caminho. “Fiquei triste de deixar esse documentário para trás, esses diretores são bem talentosos e eu tenho certeza que voltarei a fazer esse documentário em outra oportunidade”, comentou.

E o que já estava óbvio ficou mais claro ainda com meses de filmagem, de entrega e de dedicação dos dois lados. Não é só a história de um grande homem, mas é a história de cada menina, cada menino, cada adolescente que passa por esse curso de vida, que tem a oportunidade de sonhar ou de simplesmente ter um pai, um amigo, um conselheiro.

“O importante é nunca desistir e continuar trabalhando, uma hora a gente chega a algum lugar”, pontua José Luiz

Por: Duda Bernardo

Agora começa a grande jornada, o lançamento do documentário “Dream Models“ em Paris está previsto para o final desse ano e no Brasil no começo de 2013. O filme fala da vida do Zé, das histórias de amor dele, das dúvidas, suas felicidades e tristezas. Mas com o curso de modelos sempre em evidência, já que sempre foi o foco da vida do personagem e a luta para o reconhecimento desse curso sempre foi um combate.

“Já é difícil trabalhar com moda quando você é negro, então imagina o que os profissionais da moda acham quando você é negro e favelado? Eu sempre falei o seguinte pra os meninos: aprendem a levar obstáculos como vantagens. Morar na Rocinha não deve ser um obstáculo, vamos fazer disso uma força”, lembra Zé Luiz dos conselhos que dava.

Por: Ciro Mello

O que na verdade José Luiz deseja é desafiar o mundo da moda e o padrão de beleza existente. “Se uma mulher baixa, gorda e negra compra produtos tem que ter modelos baixos, gordos e negros para vender esse produto. Tem que ter modelos fora do padrão. colocando a beleza favelada nas passarelas”, declara Zé, professor de moda.

Sonhos o José Luiz tem muitos, um deles é fazer uma viagem á França. Esse sonho parece que se realizará, já que o direito francês Emmanuel Rufi está pensando em levar Zé para o lançamento do documentário “Dream Models” em Paris. O outro sonho que Zé tem é construir uma casa em Santa Teresa, aberta para exposições de arte, moda e atitude, o segundo ainda fica no sonho, mas quem sabe Zé não irá realizá-lo?

Thamyra Thâmara